Caderneta Virtual

#ESEN #Viseu #FiqueEmCasa

Total de Casos
52537 (+0)
Casos Ativos
12423 (críticos: 33)
Recuperados
38364
Total de Mortes
1750 (+0)

Fonte: https://www.dgs.pt

Clube Ciência Viva na Escola


Ciência Fora da Caixa


Assentando num conceito dinâmico e plural, o Clube Ciência Viva na Escola certamente que valorizará o trabalho prático e experimental, a interdisciplinaridade e conduzirá a um (ainda) maior trabalho colaborativo na nossa escola, no âmbito da Autonomia e Flexibilidade Curricular, contextualizando o conhecimento em situações que se aproximem dos problemas reais que caracterizam a ciência e tecnologia deste século. Desta forma, os alunos conseguirão construir e sedimentar uma cultura científica de base humanista, mobilizando a compreensão de processos e fenómenos científicos que permitam a tomada de decisão e a participação ativa enquanto cidadãos.
Os objetivos principais deste clube são, entre outros, o contribuir para a literacia científica e tecnológica dos alunos e da comunidade educativa, incluindo famílias e restante comunidade local, proporcionando ambientes formais e não formais de aprendizagem que estimulem o entusiasmo pela ciência e pela aprendizagem ao longo da vida, entre disciplinas e entre escolas, gerando lógicas organizativas mais flexíveis, bem como estimular a partilha de conhecimentos, experiências e boas práticas com as outras escolas envolvidas.
O Clube Ciência Viva na Escola é um espaço de conhecimento aberto e dirigido a toda a comunidade educativa, incluindo famílias e restante comunidade local, para promover o acesso a práticas científicas inovadoras. Assim, este projeto conduzirá certamente ao desenvolvimento de novas experiências no processo ensino/aprendizagem, aprofundando conhecimentos e competências, diversificando as áreas de interesse pessoal e vocacional dos alunos e promovendo também a criatividade e a interação entre pares, bem como um (ainda) maior envolvimento de toda a comunidade educativa, fortalecendo mais ainda o laço entre as várias instituições de ensino da cidade. Para tal contribuirá a criação de uma mini-rede dentro da própria rede, criando uma dinâmica de partilha entre todos os envolvidos (escolas e parceiros), bem como para divulgar o que de melhor se faz nas escolas da cidade de Viseu. Consideramos que a colaboração e responsabilidade da comunidade a nível local e regional são essenciais à construção do sucesso escolar e ao compromisso com o ensino e a valorização da aprendizagem.
Para além dos restantes clubes existentes, com a dinâmica dos Clubes Ciência Viva nas Escolas, também se irá recuperar outros clubes antigos, como o Clube da Ciência e o Clube da Astronomia, que intentar-se-á, também, implementar com a aprovação deste projecto, «Ciência fora da caixa».
Os ciclos de workshops, as visitas de estudo e as atividades previstas serão essenciais para alcançar os objetivos delineados, daí a necessidade de recorrer a parcerias e ao apoio financeiro, pois tal proporcionará aos alunos um contacto direto e pessoal com os desenvolvimentos mais recentes na área da investigação e inovação: com as visitas de estudo, os alunos terão acesso a infra-estruturas, instalações, laboratórios e tecnologias de ponta, pouco usuais nas escolas; o ciclo de workshops e as atividades com os parceiros permitirão um maior envolvimento dos alunos em ações de difusão de conhecimentos e tecnologia, bem como um contacto direto e pessoal com os desenvolvimentos mais recentes na área da investigação e inovação. 
Pretende-se também promover um «Concurso de pósteres no secundário», sobre um tema científico, a serem elaborados pelos alunos do secundário e com as outras duas escolas de ensino secundário da cidade de Viseu, promovendo, assim, não só um pré-espírito académico como também uma competição salutar entre todos os intervenientes. Esses mesmos pósteres, que serão impressos na escola, serão posteriormente expostos na Semana das Ciências Viseu Educa, a organizar pela Câmara Municipal de Viseu, evento que ainda aguardar data de realização.
Por fim, com o Teatro e o Karaté, a ciência ganha uma expressão diferente na nossa escola e na nossa cidade. Sem dúvida que é uma forma pouco usual de fazer ciência, uma espécie de «ciência fora da caixa», mas certamente que o desafio que foi aceite desde o primeiro dia em que nos propusemos a desenvolver essas atividades enriquecerá não só este projeto como desafiará outras escolas a dinamizarem atividades também elas diferentes, divulgando o que de melhor se faz nas nossas escolas portuguesas.